sexta-feira, abril 17, 2009

O MENINO MALUQUINHO no Festival Catarinense de Teatro

FECATE divulga os selecionados ao 14 º Festival Catarinense de Teatro
O evento acontecerá em Joinville de 05 a 09 de maio
A Federação Catarinense de Teatro (FECATE) divulga os 12 grupos selecionados ao 14º Festival Catarinense de Teatro. O evento será realizado em Joinville, de 5 a 9 de maio, tendo como palco as ruas, praças, Teatro Juarez Machado e Galpão da Associação Joinvilense de Teatro (AJOTE). A promoção é da Federação Catarinense de Teatro, Fundação Cultural de Joinville e Prefeitura de Joinville, com patrocínio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, por meio do Funcultural ; e apoio da Ajote, Sesc e Studio Escola de Atores.
A curadoria ficou a cargo de Guigui Ferreira (Lages), Lourival Andrade (Itajaí) e Afonso Souza (Florianópolis).
Participam do Festival deste ano quatro espetáculos de Itajaí - Noite (Grupo Porto Cênico), O menino maluquinho (Cia Andante e Produções Artíticas), A caixa (Cia Mútua ), Hagënbeck Ltda (Cia. Experimentus Teatrais) e três de Florianópolis - A galinha degolada (Persona Cia de Teatro), Escaparate (Erro Grupo), As três irmãs (Traço Cia. De Teatro). Joinville está representada por dois trabalhos - Tete - a história do cara (Teatro Maginguelado) e SOS uma mulher só (Metamorfose Companhia Cênica). Também foram selecionados O contra-regra (Cirquinho do Revirado – Criciúma), O incrível ladrão de calcinhas (Trip Teatro de Animação – Rio do Sul), Volúpia (Cia Carona de Teatro – Blumenau).
De acordo com o curador Afonso Souza, a seleção “buscou um olhar de representatividade regional e analisou a trajetória dos grupos como fomentadores da atividade teatral no estado; formadores de público e de atores além da circulação”.
Mais informações: http://www.fecate.org.com.br/

quarta-feira, abril 15, 2009

TENDA ESPIA SÓ!

ELES ESTÃO CHEGANDO... em breve... em alguma praça ...

"Sem saber ao certo de onde vinham ou para onde iam, sei que os ciganos surgiam. Sua presença mudava o ritmo de ser da cidade. Com a chegada dos ciganos o medo passava a ser companheiro dos meninos: isto por contarem que cigano roubava crianças. "

"Ah, ser roubado era o mesmo que ser amado. Mas esta raça colorida que roubava até o sono das crianças, se convertia em esperança para aquele menino contido." "Eles deixaram a Índia, alguns diziam, em busca de um caminho para se chegar ao sol. Escutei de outros que eram filhos das grandes florestas..."
" Cortaram o mar guiados pelo brilho das escamas de sereias, escondidos nas noites.Sem saber ao certo de onde vinham ou para onde iam, sei que os ciganos surgiam."
Textos do Livro "Os Ciganos" de Bartolomeu Campos de Queiróz.

Fotos de Guilherme Meneguelli

quinta-feira, abril 02, 2009